Seg - Sex 07:00-20:00
Seg - Sex 07:00-20:00

Conheça a Noto, fonte com todos os caracteres existentes na internet

NOTO Google

A Google inovou mais uma vez. E de uma maneira até que inusitada. Você irá conhecer a Noto, uma fonte com 110 mil caracteres entre 800 línguas diferentes. Com esta criação a Google consegue representar todos os símbolos que são reconhecidos pelo padrão Unicode.

Foram cinco anos para ela ficar pronta e sua criação teve parcerias com especialistas em desenho de fontes da Adobe e da Monotype. Segundo a empresa, essa fonte tem como missão tornar a internet mais aberta e acessível.

Noto é uma sigla que significa ‘’No Tofu’’ ou seja: chega de Tofu. Tofu por sua vez é o nome dado ao caractere que é mostrado quando o site ou computador não é capaz de reconhecer o texto ou símbolo e dificulta o entendimento dos textos. Várias vezes você deve ter visto esse símbolo em um site: “⯔. Este é o Tofu.

O projeto foi iniciado por uma necessidade dos sistemas operacionais Android e ChromeOS. Por serem extremamente difundidos e precisarem funcionar em diversas línguas e milhares de dispositivos diferentes, uma fonte que poderia ser reproduzida em todos estes casos e de maneira fiel tornava-se necessidade.

O Google disponibilizou também os arquivos de criação da fonte no site GitHub, com isso, outros desenvolvedores podem modificá-la. Ela também está disponível no Web Fonts e o pacote inteiro tem 472MB. Você pode selecionar as línguas que deseja para que o tamanho seja reduzido.

A criação vai além e foi um desafio muito trabalhoso. Em árabe, por exemplo, cada letra pode assumir quatro formas diferentes dependendo do texto que vem em seguida. Foi necessário criar versões digitais e legíveis para cada uma delas.

Depois de todo o trabalho a Google acredita que a fonte não é só capaz de ser utilizada em uma grande variedade de sites. Ela também pode preservar a história e cultura de línguas raras por meio do digital. O Google também se comprometeu a atualização a Noto conforme novos caracteres forem reconhecidos pela Unicode.

Leave a Reply