Main menu

(11) 3717-5537

(11) 3090-5537

Fibra ótica conectará o litoral brasileiro aos EUA

09/10/2014
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

fibra-otica

Hoje foi anunciado pelo Google o plano de implantação de um novo cabo de fibra ótica submarino entre as cidades brasileiras de Santos (Litoral de São Paulo) e Fortaleza (Ceará), e a norte-americana Boca Raton (Flórida), que proporcionará uma melhora na infraestrutura da internet em toda a região da América Latina.

Chegou a ser apontado pelo Google que o valor do investimento neste projeto é de dezenas de milhões de dólares, contudo sem dar muitos detalhes sobre o custo da obra, a empresa afirma ter apoio de parceiros como a Algar Telecom (operadora do Brasil que já atende a alguns estados), a Antel (operadora do Uruguai) e a Angola Cables (empresa de Angola, especializada na comercialização de sistema de cabos submarinos do Atlântico Sul e África).

A TE Connectivity SubCom, empresa norte-americana, é a fornecedora selecionada para execução do projeto, pioneira na indústria de tecnologia de comunicações submarinas e serviços marinhos, e líder global respondendo às atuais exigências de comunicações submarinas.

O Google demonstra muito interesse pelo que representa a América Latina, de acordo com publicação no blog da empresa. Afirma que a região tem quase 300 milhões de pessoas e tornou-se numa das partes do mundo com crescimento mais acelerado quando diz respeito à taxa de projeção de uso da Internet, e ainda tem muito a crescer. Com isso, tem a visão de prover uma maior capacidade na infraestrutura de internet, preparando para suportar no futuro um aumento mantendo a qualidade na velocidade e a segurança aos usuários.

A nova rota de conexão da internet entre o litoral brasileiro e a Flórida, nos Estados Unidos, terá cerca de 10.556 km (6.560 milhas) de extensão, com 6 pares de fibra. De acordo com estimativas, irá aumentar a largura de banda global de sistemas dos cabos submarinos existentes para 64 Tbps (terabits por segundo) de capacidade, e a conclusão da obra está prevista para o final de 2016.

Fale Conosco

Nome

E-mailAssunto

Mensagem




0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×