Seg - Sex 07:00-20:00
Seg - Sex 07:00-20:00

Microsoft irá adicionar filtro de luz azul no Windows

2

Alguns meses atrás a Apple anunciou o modo noturno em uma de suas atualizações do iOS 9.3. Desde então, foi levantada a questão do filtro que deixa a tela com as cores mais quentes e menos azuis para não prejudicar os olhos. E as dúvidas são: Realmente é necessária a adaptação da tela através destes filtros? Tal recurso realmente ajuda a dormir, oferece uma leitura melhor e diminuí riscos e danos à visão?

A resposta é rápida e simples: sim. As telas dos computadores foram projetadas para oferecer a luminosidade natural do nosso dia a dia, porém durante o período da noite e madrugada utilizamos iluminação artificial. Assim, a medida que o sol vai se pondo, é indicado diminuir a luz do monitor do computador para que ele emita menos claridade e deixe seus olhos mais confortáveis.

Seguindo esta tendência, a Asus também já dispõe de um aplicativo nativo em seu Zenfone, que tem o objetivo principal de proteção da visão do usuário. E agora é a vez da Microsoft, que está pensando em adicionar o filtro de luz azul em uma futura atualização do Windows 10. Algumas indicações sobre a atualização estavam presentes na última “build” (compilação da versão em testes).

Até o momento, usuários de Windows recorrem a aplicativos de terceiros para atingir esta redução. O F.lux é um dos mais utilizados e está disponível para todas as plataformas. Alguns notebooks já vêm de fábrica com a função de redução de luz do monitor.

Além de influenciar na visão, o modo noturno auxilia também na produtividade, uma vez que sua dedicação na atenção e concentração da memória podem ficar prejudicadas quando há forte luminosidade.

Portanto cuidado: o índice de luminosidade da tela pode ajudar como atrapalhar, diminuir o cansaço depois de um longo dia em frente ao computador, ou com excesso de luz durante todo o dia passa a ser extremamente cansativo.

Leave a Reply