Seg - Sex 07:00-20:00
Seg - Sex 07:00-20:00

O que a TI pode fazer pela sua empresa?


O que a TI pode fazer pela sua empresa?

Já pensou quantas mudanças ocorreram em um único ano marcado pela pandemia da covid-19? Pois é. As relações de trabalho não ficaram de fora dessa história, incluindo o aumento expressivo do home office.

Com a descentralização de infraestruturas muitos escritórios foram levados às casas dos funcionários. Nesse contexto, muitas empresas passaram a se perguntar: afinal, por que investir em TI?

Ainda que o levantamento feito pela corretora de seguros americana Lockton, realizado com 469 companhias brasileiras e multinacionais, revele que 41% das empresas entrevistadas tenham realizado a migração para o novo regime de maneira informal, ou seja, sem regras voltadas às novas configurações, 55% delas adotaram políticas claras.

Especialistas da área de tecnologia foram fundamentais para a transição e a manutenção adequada desse modelo, sendo cada vez mais imprescindíveis no dia a dia corporativo. Quer saber como? Bem, o Brasil é o país mais propenso a sofrer violações de segurança, de acordo com o Instituto Ponemon. Isso significa que 63% das pequenas e médias empresas sofreram algum incidente com vazamento de dados em 2019.

Além disso, o risco de uma instituição brasileira sofrer um ataque é de 43%, muito acima de países com cultura de segurança cibernética. A perda ou o roubo de equipamentos seguidos por ataques à rede, vulnerabilidades dos dispositivos móveis e e-mails enviados para remetentes errados foram as principais causas dos problemas.

Se isso já ocorria em ambientes majoritariamente controlados, com crachá, ponto e o café nos intervalos (bateu uma saudade aí?), imagine um cenário em que as tarefas da firma se confundem com as domésticas?

Segurança é apenas uma das tantas respostas à pergunta inicial, do porquê de se investir em TI.

Ataque empresarial? Só se for para garantir a última xícara de café.Ataque empresarial? Só se for para garantir a última xícara de café.Fonte:  Unsplash 

TI está em tudo!

Ferramentas que aprimoram a proteção de todos os públicos envolvidos podem e devem ser utilizadas. Um exemplo é a tecnologia de detecção de ameaças Intel® (Intel® TDT), a qual consiste em um conjunto de tecnologias aprimoradas por hardware que pode ser incorporado a soluções de segurança de fornecedores de software independentes para aumentar os recursos existentes e melhorar a detecção das crescentes ameaças cibernéticas e exploits.

Entretanto, tais recursos demandam atenção constante de pessoas que entendam exatamente como eles funcionam para manuseá-los apropriadamente, já que nem todos dominam “a arte” de lidar com uma combinação de dados de CPU e algoritmos de aprendizado de máquina, por exemplo.

Aliás, considerando que, conforme indica o volume 4 do Global Interconnection Index (GXI), 70% dos novos valores criados na próxima década serão baseados em modelos de negócios digitais e, embora os dados cresçam exponencialmente, menos de 3% dos dados criados atualmente estão sendo analisados para o uso em inteligência corporativa – é nessa hora que entra a TI com sua capacidade analítica.

Suporte? Também, mas não apenas isso.Suporte? Também, mas não apenas isso.Fonte:  Unsplash 

Simplificação dos fluxos de trabalho

Está em dúvida quanto a quem está fazendo o quê? A partir do momento em que sua TI realiza o mapeamento de atuações, tudo pode ser simplificado em um esquema que atenda a todas as pessoas – eliminando inclusive gargalos de processos que te fazem perder a cabeça com atrasos que nem sempre são “culpa do colega”.

Melhor alocação de recursos

Se a sua empresa é pequena e não pode investir grandes somas em soluções de ponta (que muitas vezes oferecem recursos que nunca serão utilizados), os profissionais de TI é que saberão contornar esse obstáculo e indicar alternativas mais baratas, até gratuitas, que entreguem exatamente aquilo de que você precisa – reduzindo erros, falhas e até desperdícios.

Automação de processos

Muitas tarefas dispensam a atenção constante de colaboradores e podem ser desempenhadas por computadores. Então, por que perder tempo preenchendo planilhas com dados consolidados se a sua TI pode implementar sistemas que executem trabalhos brutos e permitem focar na ampliação de seus projetos.

Investir em TI é fundamental para a adequação de processos (mesmo a distância).Investir em TI é fundamental para a adequação de processos (mesmo a distância).Fonte:  Unsplash 

Pausa para um café

É preciso deixar de lado a ideia de que a TI atua apenas no suporte de operações e entender que ela é essencial para viabilizar estratégias de negócios. Sendo assim, precisa oferecer soluções de segurança, documentação, backups, controle de acessos, indicadores de risco, sistemas de planejamento, monitoramento de performance e relatórios gerenciais para subsidiar as decisões. Contar com equipamentos de qualidade, como os da Intel, é também fundamental.

Portanto, para evitar dores de cabeça, tanto em modalidades presenciais quanto remotas, uma coisa é certa: a consolidação de sua empresa depende diretamente da TI, uma vez que flexibilidade, agilidade, eficiência e diferenciação no mercado são fatores diretamente ligados a esse setor.

Depois, é só fazer aquela chamada de vídeo esperta para bater um bom papo com seus colegas, sabendo que tudo está correndo bem no dia a dia de cada um – com um bom café ao lado, claro. Só não vale derrubar no teclado, porque, né? Deixe a TI se preocupar com coisas mais importantes que isso. Entre agora em contato com a TND Brasil e deixe a TI com o nosso time!

Fonte:
Tecmundo